HERITAGE
TRAVEL

Excursões na Capadócia

Excursões na Turquia

Início

Capadócia
Sítios a visitar na Capadócia
na Capadócia (Privadas)
em Balão de Ar Quente
Excursões a cavalo
 
Excursões a pé
Safari fotográfico
Safari em Jipe
Excursões em Moto-Quatro
Dervishes Rodopiantes
Espetáculos de Noite Turca
Banhos Turcos (Hamam)
Curso de Cozinha Turca
Curso de Dança do Ventre

Guia de Istambul
Excursões em Istambul
Excursão pela Herança Judaica em Istambul
Cruzeiro no Bósforo
Cruzeiro com jantar no Bósforo

Guia da Turquia
Istambul-Capadócia-Éfeso
Excursão ao Oeste da Turquia
Excursão ao Centro da Turquia
Excursão ao Este da Turquia
Excursões na Turquia feitas à medida
Excursoes De Cozinha Turca
Excursão pela tecelagem Kilim
Excursão a Éfeso
Excursão a Pamukkale
Gallipolli, Troy, Pergamon Tours
Cruzeiros De Luxo
Antalya Tour
Excursão a Nemrut

Reserva de Hotel
Hotéis na Capadócia
Hotéis em Istambul
Hotéis em Selcuk
Hotéis em Pamukkale

Casar na Capadócia

Serviço Rent-a-Car

Bilhetes de avião
Transfers para o aeroporto

News and Announcements

Galeria de Fotos

Turkish Heritage Travel
Frequently Asked Questions
Testemunhos
Contacte-nos
Política de Privacidade
Mapa do Sítio

Links

Para Espanol
Para Ingles


CARAVANSERAIS (KERVANSARAYS) DA CAPADÓCIA

Os Caravanserais existem desde o séc. 10. O comércio na Turquia nos tempos medievais dependia das caravanas de camelos (kervan) que paravam para passar a noite nas pousadas conhecidas como kervansaray ou caravanserai, “palácio de caravanas”. Estes edifícios davam alojamento e outras comodidades aos comerciantes e estábulos aos animais. Foram primeiro vistos na Ásia Central durante os tempos das Caravanas, Ghaznavids e o Grande Estado Seljuk. Então eram fortalezas chamadas Ribat.  Primeiro construídos como pequenos edifícios para uso militar, foram mais tarde transformados em edifícios maiores usados para fins religiosos e como pousadas para os viajantes.

Foi durante os tempos dos Sultões Seljuk Kilicarslan II e Alaaddin Keykubat I que aumentou a construção destes edifícios, uma vez que a segurança nas rotas comerciais era garantida pelo Estado. A perda de bens comerciais era coberta pelo Estado, o que constituiu o primeiro sistema de seguros. Durante este período, tanto o comércio nacional como o estrangeiro prosperou. Desta forma os Seljuk tornaram-se, não só economicamente poderosos como também politicamente.

Nos caravanserais, os comerciantes eram alojados por 3 dias. Os seus sapatos eram reparados ou davam-se novos sapatos aos pobres. Os doentes eram tratados e os animais cuidados e ferrados se necessário. Para as suas práticas religiosas usavam o "Kosk Mescid", uma pequena mesquita no centro do pátio, que era a parte mais importante do caravanserai.

Os pátios eram rodeados de quartos, armazéns e banhos. Os Mangals (braseiros) ou tandirs no chão, eram usados para aquecer o lugar ao passo que para a iluminaçao eram usadas velas e candeeiros. Todos os serviços eram prestados pelas pessoas que trabalhavam nos caravanserais: médico, imã, encarregado de armazém, veterinário, mensageiro, ferreiro e cozinheiro. As rochas vulcânicas eram usadas na construção dos caravanserais da região da Capadócia. Para fins de defesa as paredes eram construídas como paredes de castelos. Alguns dos melhores exemplos de trabalho de pedra dos tempos Seljuk podem ser vistos nas entradas dos caravanserais, chamadas. "Tac Kapi". Os padrões mais utilizados eram dragões, leões e flores, mas na Capadócia preferiam-se as figuras geométricas. As portas eram feitas de ferro.

Os Caravanserais foram construídos nas estradas que iam desde Antalya - Konya - Kayseri à terra de Turkomans passando por Erzurum e Tabriz e desde o Mar Negro até ao Iraque por Amasya - Tokat - Sivas - Malatya – Diyarbakir. As distâncias entre Caravanserais eram de 30-40 km, um dia de viagem em camelo.

Ainda é possível ver alguns dos exemplos mais bonitos de Caravanserais na Capadócia, sobretudo entre Aksaray e Kayseri. Sultanhani e Agzikarahan em Aksaray e Sarihan em Avanos.

O portão ricamente talhado de Sultanhani Aksaray com relevos e torres em cada canto dão ao edifício um aspeto monumental. O portão é feito de mármore de várias cores. No centro do pátio há um pavilhão mesquita. No lado direito há uma colunata decorada e do lado esquerdo quartos e salas. A norte há uma área onde os animais e as pessoas eram alojados.

O próximo caravanserai localizado nesta rota, 15 km depois de Aksaray na estrada para Nevsehir, é o Agzikarahan (Boca Negra), com o mesmo nome da aldeia onde se situa. Também é conhecido pelo nome do seu fundador, Hoca Mesud Kervansaray. A sua construção iniciou-se em 1231 por Hoca Mesud (um rico comerciante) e completou-se em 1239. A entrada foi construída por Alaaddin Keykubat I e o pátio pelo seu filho Giyaseddin Keyhusrev II (1237-1246). Com os seus grandes portões, o seu pavilhão mesquita e as suas torres, este Caravanserai apresenta reminiscências dos hans reais tipo castelo (Sultanhani). A mesquita está sobre uma estrutura de 4 arcos no meio do pátio, rodeado por colunatas e quartos fechados.

A decoração de Agzikarahan é notável pela total ausência de figuras humanas, animais e motivos florais típicos do período. Os banhos (hamam) encontram-se num edifício à parte para sul.

Depois de Agzikarahan está Tepesidelik Han (também conhecido por Oresin Han) a 17 km. Este caravanserai tem um pátio coberto e não se sabe exatamente quando foi construído e por quem, porque a inscrição desapareceu. Os investigadores estão de acordo que provavelmente data do século 13. O portão e parte da abóbada estão em ruínas, mas os espaços com abóbadas de suporte e grupos de 3 colunas posicionadas simetricamente têm uma aparência marcante.

A 12 km está Alayhan, um dos primeiros caravanserais construídos pelos sultões agora dividido em dois pela estrada Aksaray-Nevsehir. Este pode ser o edifício a que alguns escritos se referem como o Kervansaray de Kilicarslan II. Os caravanserais reais consistiam geralmente de uma secção aberta e outra fechada. Infelizmente a secção aberta deste está totalmente destruída, restando apenas a secção coberta que consiste de 3 compartimentos cobertos por 7 abóbadas. O portão está decorado com motivos geométricos e 7 filas de gravuras mukarnas (estalactites) e com um leão de uma só cabeça e dois corpos.

A seguir encontra-se o Caravanserai Sarihan na província de Nevsehir na estrada para Kayseri. Sarihan (também escrito Saruhan, que significa caravanserai amarelo) cobre uma área de 2000 m2 e foi construído durante o reinado de Izzettin Keykavus II (1249-1254), talvez pelo próprio, em 1249. Está construído com pedra amarela, beije e rosa. Duas cores contrastantes foram usadas para obter um efeito decorativo nos arcos do portão principal de fora e do portão interior. Este caravanserai foi restaurado em 1991. Foi o ultimo a ser construído pelos Sultões Seljuk. É aqui que se realiza, hoje em dia a cerimónia dos dervishes rodopiantes.

Outro caravanserai importante é o Sultanhani Kayseri na aldeia de Tuzhisar, a 45 km de Kayseri, na estrada de Sivas. Foi construído entre 1232 e 1236 por Alaaddin Keykubat I. Cobre uma área de 3900 m2 e é semelhante ao Sultanhani Aksaray. O portão na parede norte é ladeado por torres semicirculares com bases quadradas. A entrada com arcos altos leva ao pátio quadrado, com um pavilhão mesquita sobre arcos no centro. No lado noroeste do pátio há um hamam abobadado em 5 secções. Este caravanserai foi restaurado em 1951.

O último caravanserai na Capadócia é o Karatayhan construído por Celaleddin Karatay, na antiga estrada de Kayseri-Malatya, parte de uma rota principal para a Síria. A sua construção iniciou-se durante o reinado de Alaaddin Keykubat e completou-se durante o reinado do seu filho Giyaseddin Keyhusrev em 1240/1241. A inscrição diz “Este edifício pertence a Deus que é Uno, Eterno e Perpétuo”. Celaleddin Karatay veio de Kayseri para ver o edifício acabado e ficou tão fascinado com a sua magnificência que voltou rapidamente para trás com medo de ser tentado pelo orgulho no seu feito. Este caravanserai foi construído para fins comerciais e sociais. O portão ornado que domina a parede sul mede 46 por 80 m. A decoração inclui motivos florais, figurativos e geométricos, o que o distingue de outros caravanserais. Um eyvan (uma entrada abobadada aberta) leva até ao pátio. No lado leste do pátio há uma série de câmaras estreitas com abóbadas pontiagudas e no lado oeste há uma arcada. As vizinhanças dos Caravanserais tornaram-se pequenos centros comerciais. Foi o que aconteceu com o Karatayhan, que, no séc. 13, se encontrava numa confluência de estradas.

Quando os europeus encontraram novos caminhos para chegar à China a Rota da Seda começou a perder importância, tal como os caravanserais. Depois dos séculos 15 e 16 a maioria dos caravanserais não tornaram a ser usados.

A Turkish Heritage Travel organiza Excursões Privadas na Capadócia incluindo caravanserais. Também pode ver a cerimonia dos dervishes rodopiantes num caravanserai do séc.13, Sarihan.

Por favor envie-nos um e-mail (portoguese@goreme.com) para mais informação e reserva da excursão dos Caravanserais.


CARAVANSERAIS (KERVANSARAYS) DA CAPADÓCIA

Há tantas coisas fascinantes para ver na Capadócia que poderia passar uma vida inteira aqui e ainda assim descobrir novos lugares. As atrações principais que não pode deixar de ver são os dois grandes museus ao ar livre e as melhores das cidades subterrâneas. Contudo, também há muitos pequenos, quase esquecidos, mosteiros e igrejas esculpidos na rocha, esplêndidos percursos pedestres, vários caravanserais espetaculares e muitas dramáticas formações rochosas que merecem a pena visitar.

Turkish Heritage Travel is a member of Aydinli Mah. Yavuz Sok. No:1 50180 Goreme, Nevsehir, TURKEY
All rights reserved © 2004 - 2013 Phone: +90 384 271 2687        Fax: +90 384 271 2699        Send us an email